Dominguinhos deixará saudades

Nossa história: resistência e existência viva que marcou o mundo. Dominguinhos,  junto a Gonzagão é ancestralidade, modernidade e tradição.  Que as gerações da calça larga e da bombeta não desconsiderem os que vieram antes… Não daremos um passo na caminhada da história sem se apropriar de seu legado… 

 

Assista o Documentario Milagre de Santa Luzia

 •atualizado em 24 de Julho de 2013 às 08h09

Aos 72 anos, músico Dominguinhos morre em São Paulo

Músico, que lutava há mais de seis anos contra um câncer de pulmão, estava internado desde o dia 13 de janeiro na capital paulista

Músico nordestino estava internado no Sírio-Libanês desde o dia 13 de janeiro deste ano Foto: TV Globo / Divulgação
Músico nordestino estava internado no Sírio-Libanês desde o dia 13 de janeiro deste ano
Foto: TV Globo / Divulgação

 

Morreu, nesta terça-feira (23), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o cantor, instrumentista e compositor José Domingo de Morais, o Dominguinhos, aos 72 anos. O músico lutava há mais de seis anos contra um câncer de pulmão e desde dezembro estava internado com pneumonia e arritmia cardíaca.

Segundo o boletim médico divulgado pelo hospital paulista, Dominguinhos morreu às 18h, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. Além do problema pulmonar, o músico era diabético.

 O velório será realizado em São Paulo, enquanto o enterro ocorrerá no Recife. Ainda não foram confirmados os locais dos trabalhos.

Dominguinhos foi internado em estado grave no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Santa Joana, no Recife, no dia 17 de dezembro do ano passado. Pouco menos de um mês depois, em 13 de janeiro, ele foi transferido para o Sírio-Libanês, em São Paulo, a pedido de familiares.

Na época da internação na capital paulista, o tratamento era avaliado de forma positiva, já que ele respondia de forma satisfatória a ele. No dia 9 de julho, no entanto, Dominguinhos piorou e precisou ser transferido às pressas para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital. O estado já era avaliado como grave pelos médicos.

 

Morre Dominguinhos aos 72 anos; lembre trajetria
Morre Dominguinhos aos 72 anos; lembre trajetria

 

Os problemas de saúde já eram sentidos por Dominguinhos muito antes da internação no final do ano passado. Em outra ocasião, em agosto de 2011, o músico cancelou uma série de shows também por conta de seu estado de saúde. Na ocasião, o motivo foi uma falta de ar, consequência de um problema no coração que o obrigou a ser submetido a um cateterismo e a uma angioplastia.

Carreira

José Domingos de Morais, mais conhecido como Dominguinhos, nasceu em Garanhus, no dia 12 de fevereiro de 1941. Instrumentista, cantor e compositor, ele começou a carreira no trio de irmãos Os Três Pinguins, quando tinha sete anos. Em uma das apresentações, o grupo tocou para Luiz Gonzaga, que encantado com a habilidade do menino resolveu apadrinhá-lo. Em 1954, foi para o Rio de Janeiro tentar construir sua carreira.

 Na capital fluminense, ganhou uma sanfona de Gonzagão e formou com Miudinho e Borborema o Trio Nordestino. Em 1957, se casou com sua primeira mulher, Janete, com quem teve dois filhos – Mauro e Madeleine.

 Dez anos depois, em1967, Pedro Sertanejo levou o rapaz para gravar discos de forró como solista. Um ano depois, ele conheceu em uma turnê a cantora Lucinete Ferreira, mais conhecida como Anastácia, que viria a se tornar sua segunda mulher, além de parceira musical em mais de duas centenas de canções de sucesso, como Eu Só Quero Um Xodó, Tenho Sede, Saudade Matadeira e Forró em Petrolina.

 No pós-tropicalismo, firmou parcerias com Gal Costa, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Maria Bethânia. Durante o período, conheceu e se casou com Guadalupe, sua segunda mulher. Com Chico Buarque escreveu Tantas Palavras e Xote da Navegação. Apesar de tantos nomes já famosos, foi com Nando Cordel que fez uma de suas canções mais famosas: De Volta pro Aconchego, que viria a se popularizar na voz de Elba Ramalho.

 Na década de 1970, conheceu em um show de Nara Leão a dançarina Guadalupe Mendonça, que se tornaria sua terceira e última mulher. O casal teve uma filha, a cantora Liv Moraes.

 Em 2002, Dominguinhos se consagrou como vencedor do Grammy Latino, com o álbum Chegando de Mansinho. Quatro anos depois, levou o Prêmio Tim como Melhor Cantor Regional. Em 2010, ganhou o Prêmio Shell de Música. O último álbum do cantor, Yamandu + Dominguinhos, foi lançado em 2008.

Aos 72 anos, morreu nesta terça-feira (23), o músico Dominguinhos, veja fotos da vida e carreira do compositor brasileiro
Foto: AgNews

Discografia

 1964 - Fim de Festa
1965 - Cheinho de Molho
1966 - 13 de Dezembro
1973 - Lamento de Caboclo
1973 - Tudo Azul
1973 - Festa no Sertão
1974 - Dominguinhos e Seu Acordeon
1975 –  Forró de Dominguinhos
1976 - Domingo, Menino Dominguinhos
1977 - Oi, Lá Vou Eu
1978 - Oxente Dominguinhos
1979 - Após Tá Certo
1980 - Quem me Levará Sou Eu
1981 - Querubim
1982 - A Maravilhosa Música Brasileira
1982 - Simplicidade
1982 - Dominguinhos e Sua Sanfona
1983 - Festejo e Alegria
1985 - Isso Aqui Tá Bom Demais
1986 - Gostoso Demais
1987 - Seu Domingos
1988 - É Isso Aí! Simples Como a Vida
1989 - Veredas Nordestinas
1990 - Aqui Tá Ficando Bom
1991 - Dominguinhos é Brasil
1992 - Garanhuns
1993 - O Trinado do Trovão
1994 - Choro Chorado
1994 - Nas Quebradas do Sertão
1995 - Dominguinhos é Tradição
1996 - Pé de Poeira
1997 - Dominguinhos & Convidados Cantam Luiz Gonzaga
1998 - Nas Costas do Brasil
1999 - Você Vai Ver o Que é Bom
2001 - Dominguinhos Ao Vivo
2001 - Lembrando de Você
2002 - Chegando de Mansinho
2004 - Cada un Belisca un Pouco
2005 - Elba Ramalho & Dominguinhos
2006 - Conterrâneos
2007 - Canteiro
2008 - Yamandu + Dominguinhos

Deivison Nkosi

Professor e pesquisador. Integrante do Grupo KILOMBAGEM

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>