Nonagésimo aniversário de Fanon – Racismo e sofrimento psíquico

CURSO KILOMBAGEM – FANON VIDA E OBRA

O Post de hoje, reúne os autores que identificam em Fanon os subsídios para a consolidação de uma psicologia das relações raciais.

sofrimento psíquico

Thiago Sapede, em seu artigo intitulado “Racismo e Dominação Psíquica em Frantz Fanon” explora as ideias de Fanon com vista ao entendimento dos reflexos da dominação colonial na esfera psicológica. O autor identifica no método psicanalítico de Fanon uma responsabilização dos sujeitos colonizados  que os incentiva à luta anticolonial como cainho para emancipação psíquica (SAPEDE, 2011).

ACESSE O ARQUIVO AQUI

 

Já Kawahala e Soler (2010), em seu artigo intitulado “Por uma psicologia social antirracista: contribuições de Frantz Fanon”advogam pela contribuição de Fanon à psicologia social. Em seu artigo refletem sobre o contexto atual brasileiro em que a existência do racismo foi oficialmente reconhecida pelo Estado brasileiro para, em seguida, argumentar pela atualidade de Fanon para pensar as relações entre sociedade e psiquê. Para os autores, as reflexões de Fanon possibilitam equacionar o quanto a a folclorização e etigmatização da cultura negra em uma sociedade racista refletem alteram a subjetividade dos sujeitos negros. Para além deste aspecto, enfatizam a importancia atribuída à Fanon aos acontecimentos sociais, quando relacionada à constituição subjetiva dos sujeitos, e por isso, como no caso anterior, apontam a luta política antirracista como  forma de superação dos problemas identificados.

ACESSE O ARQUIVO AQUI 

 

BOA LEITURA!!!

Deivison Nkosi

Professor e pesquisador. Integrante do Grupo KILOMBAGEM

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>